Redline08_Bordering on Us

International Meeting of Contemporary Art – Community, Identity and Representation

Egidijus Rudinskas

Egidijus Rudinskas (Lituânia) trabalha principalmente em gravura, tentando recuperar o formato para a expressão contemporânea. Com Invisible City, o projecto que apresenta nesta exposição, o artista procura sublinhar o carácter efémero e transitório da nossa cultura. A areia é a unidade básica das nossas cidades, individualmente os seus grãos são indestrutíveis, mas em grandes quantidades formam uma matéria plástica e moldável, superfícies onde imprimimos a rotina dos nossos percursos. O artista usa aqui a areia como uma metáfora da memória da nossa cidade, futura ou passado. A areia já foi cidade, e voltará a ser.

Egidijus Rudinskas (Lithuania) mainly works with engraving, and trying to recover this format into contemporary expression. With Invisible City the artist seeks to emphasize the transient and ephemeral nature of our culture. The sand is the basic unit of our cities, their individual grains are indestructible, but in large quantities form a plastic and malleable material with which we build our cities. As it can mean both life or death (Dust to dust), the artist uses sand as a metaphor for the memory we have of our cities, past or future.

Advertisements
%d bloggers like this: