Redline08_Bordering on Us

International Meeting of Contemporary Art – Community, Identity and Representation

Isa Egea

Com formação inicial em Pintura, Isa Egea (Espanha) estende o âmbito do seu trabalho às áreas da fotografia, teatro e vídeo. As viagens e estadias prolongadas em inúmeros locais são elementos indissociáveis do seu processo de criação e levam a artista a promover diversas iniciativas. Professora de teatro, dinamiza grupos em diversos locais, onde intervém realizando pintura mural e diversas exposições onde utiliza tanto o media da pintura como da instalação vídeo. No projecto que agora apresenta no Porto, que desenvolveu em residência, procura explorar a ideia (que lhe é tão grata) de caminho. Neste trabalho Isabel Egea recusa a ideia do tempo parado. Segundo a artista, não é possível deter o avanço do tempo. O instantâneo é uma ilusão totalitária imposta pela ferramenta, mas efectivamente, não há descanso na tomada de vista e as imagens fazem-se seguir umas às outras puxadas pela gravidade do desenrolar do mundo.

Originaly a painter, Isa Egea (Spain) extends her work into the areas of photography, theatre and video. Movement and travelling are essential ideas in her work. A theatre teacher, she works with several groups intervening through the production of mural paintings and exhibitions where she presents video and painting. The project she now presents following her residence in Porto, explores the idea of path and travel. Acording to the artist it is not possible to stop time or motion. The photographic instant is not but a totalitarian illusion imposed by a tool. Truly, there is no place for rest in the act of seeing and images follow, pulled by the gravity of an ever unfolding world.

Advertisements
%d bloggers like this: