Redline08_Bordering on Us

International Meeting of Contemporary Art – Community, Identity and Representation

José Carlos Teixeira

José Carlos Teixeira (Portugal) tem vindo a desenvolver um trabalho em vídeo, vocacionado principalmente para a instalação, que se posiciona sempre nas fronteiras da linguagem do documentário. Aliando o interesse na análise e confronto com os temas da diferença e ensaiando soluções comprometidas com temas sociais, a obra do artista não se desfaz da herança da pintura e da poesia contemporânea. Os seus trabalhos usam e encontram o seu fundamento numa estratégia performativa na qual a imagem vídeo é utilizada como actor e procura activamente a relação com o espectador. A imagem oferece-nos deambulações poéticas em contraste com um texto (som e imagem), que diverge assente num trabalho de personagens que recusa a simplificação do real. Em Essay on UnSheltered Bodies, José Carlos Teixeira projecta um mundo de transumância urbana, onde a precariedade dos abrigos força indivíduos a percursos cíclicos e clandestinos. São corpos, pessoas reais que se domiciliam temporariamente nos nossos lugares de passagem. Todos nós os conhecemos, mas eles conhecem-nos a todos.

José Carlos Teixeira (Portugal) mainly works in video and installation. Using a language close to the documentary, the artist combines an analytical and confrontational approach on the topic of difference with the testing of solutions used by contemporary painting and poetry. His work is committed to a performative strategy in which video is used as an actor and actively searches to establish a relation with the viewer. Through image we are offered poetical perambulations that divert from a text refusing the simplification of the real. In Essay on UnSheltered Bodies, José Carlos Teixeira projects a world of urban transhumance, where the precariousness of shelters forces individuals to clandestine and cyclic paths. They are bodies, real persons that we all see while they see us all.

Advertisements
%d bloggers like this: